Drone da Montanha

Tempo de leitura: 10 minutos

Se você gosta de vídeos com drones, aventuras e belas paisagens já deve ter visto algum vídeo do Samuel. Duvida? Então abra a página do youtube e digite DRONE DA MONTANHA…….. viu? 

Tive o privilégio de conversar com o Samuel e gostaria de dividir com você um pouco da nossa conversa. Samuel é um cara cheio de histórias, alto astral e de bem com a vida. Suas imagens refletem perfeitamente seu estado de espírito e uma conversa com ele nos deixa leve e nos faz quer sair da rotina. Acompanhe esse bate papo e prepare-se para a próxima aventura.

Samuel, muito obrigado por dividir conosco um pouco da sua experiência. Certamente irá inspirar muitos leitores. Para começar você poderia falar um pouco sobre você?

Meu nome é Samuel Oscar, mais conhecido pelos mini curtas do Drone da Montanha. Vivo ao redor da Serra da Mantiqueira percorrendo os principais trekkings e transportando equipamentos em expedições e locais extremos a procura de belas imagens.


Um hobby  “trabalho”  sendo aprimorado decorrente de muitas aventuras, por vezes mal sucedidas, aprendendo com cada perrengue e resultados positivos.


Entrevista com Samuel Oscar, o Drone da Montanha
Samuel Oscar

Acompanho seu canal Dorne da Montanha no youtube a alguns anos. O que levou você a começar pela primeira vez na fotografia e filmagem aérea?

O Montanhismo e posteriormente o Audiovisual surgiram em minha vida depois de alguns insucessos na faculdade, quando decidi que precisava esfriar a cabeça e com isso me aventurei a viajar, e nessas andanças conheci um dos meus playgrounds favoritos “Pico dos Marins” com um ambiente repleto de benefícios que essa paisagem e o contato da natureza pode proporcionar.
Neste ambiente de muitas Montanhas que me aventurei surgiu a outra paixão, e um projeto, de filmar os dez maiores picos do Brasil. Uma meta diferente para quem pretende fazer isso pilotando um Veículo Aéreo Não Tripulado, conhecido popularmente como drone.

O vídeo acima rendeu uma bela homenagem da cidade de Piquete, São Paulo. Samuel foi condecorado com uma Moção de Aplausos concedido pela câmera municipal do município. 

Entrevista com Samuel Oscar, o Drone da Montanha
Moção de Aplausos concedida, ao Samuel, pela cidade de Piquete – SP.

Você poderia nos falar um pouco sobre seu canal no youtube? Tenho certeza que as pessoas estão curiosas para saber como você atingiu um número tão grande de seguidores.

Meu canal no Youtube nunca foi meu foco, criei o mesmo no âmbito pessoal de compartilhar o que me rodeia, de modo natural, simples e nunca pensando nos likes e views. Acredito que o crescimento do número de seguidores do Youtube e principalmente da página no facebook deve ser pela simplicidade e amor que tenho no que compartilho, tentando sempre focar no intuito “INSPIRAR”.

Entrevista com Samuel Oscar, o Drone da Montanha
Página no Youtube do Drone da Montanha

Grande parte dos seus vídeos são feitos em lugares de difícil acesso, muitos deles selvagens exigindo longas caminhadas e permanência no local. Você poderia nos falar um pouco sobre como é sua preparação desde a escolha do local até a logística com o equipamento?

Não tenho critérios para a escolha dos locais que vou filmar, tento sempre procurar por ambientes com um percurso onde possa desfrutar da paz que a natureza proporciona em principal nas Montanhas pois, é triste dizer mas, o que é belo é de difícil acesso ao ser humano que tem o âmbito de destruir ou reformular aquilo que Deus criou.
Com isso minhas escolhas demandam de bons estudos pela web e um bom planejamento da logística, tiro muitas notas com os contatos de pessoas que já foram aos locais que pretendo me aventurar e com os mesmos, sempre questiono sobre o que marcaram mais nessas viagens em contra partida, já analiso o que tanto vou precisar para filmar.

Samuel Oscar na Chapada Diamantina – BA

Como você descreveria seu estilo na captura e edição de seus vídeos?

Sempre que vou filmar algo, tento sempre, na medida do possível, estar com um roteiro em mente e com isso a música perfeita para o determinado local. Assim tudo fica mais fácil para encaixar uma boa fotografia.

Sabemos que tão importante quanto a captura dos vídeos é o processo de edição. Você poderia nos falar um pouco sobre seu processo de edição e sobre quais são seus aplicativos favoritos?

Tive varias ferramentas que me auxiliaram nesta escada infinita de aprendizado, deis do Movie Maker até os consagrados programas da ADOBE, o processo de edição foi e esta sendo um grande desafio para mim pois, vivo aprendendo muita coisa bacana na web e o melhor aprendizado diferenciado, foi com tutoriais de gringos que demandavam 60 minutos para aprender um detalhe de 5 segundos para minha produção, e isso eu vejo como diferencial.

Percebe-se pelos seus vídeos que você viajou para muitos lugares no Brasil. Você poderia nos falar sobre qual foi o lugar mais interessante que conheceu e sobre qual gostaria de conhecer?

Não tenho costume de rotular o lugar mais bonito pois, todas as aventuras e viagens que fiz decorre de histórias que valorizo bastante mas, nada me faz esquecer da Serra da Mantiqueira, me sinto muito acolhido por esse playground onde passo a maior parte da minha vida.

Entrevista com Samuel Oscar, o Drone da Montanha
Serra da Mantiqueira, Brasil (foto: Samuel Oscar)

O que inspira você?

Minhas inspirações são meus seguidores pois, são de críticas e comentários que tiro forças para seguir. Como por exemplo:

“Gostaria de parabenizar pelo espetáculo que é esse projeto, um show de imagens dos lugares que mais amo nessa terra, ja deci o zig zag, ja fiz a serra fina, ja fui para chapada dos veadeiros, e meu quintal era a Pedra do Baú onde frequentei por longos anos, hoje infelizmente por culpa do destino me vejo preso num lugar longe e que não oferece metade das belezas da Mantiqueira, atualmente estou em Boa Vista Roraima, fazendo planos para daqui a uns 2 ou 3 anos retornar para minha terra natal – Taubaté, São Paulo, (de onde nunca deveria ter saído), vivo aqui em profunda depressão por não poder voltar pra minha terra e suas filmagens me fizeram viajar e reviver alguns dos melhores momentos da minha vida, e me serviu de estimulo para continuar minha batalha até o dia do meu retorno. Agradeço de coração o bem que você me fez.

Luiz Henrique Cesar Miné, Enfermeiro e e pai de um lindo filho com síndrome de down (que será meu futuro companheiro) ”

Quais foram as oportunidades que surgiram com o crescimento do seu canal e por consequência uma maior exposição do seu trabalho?

Com o desfecho do meu projeto, já tive inúmeras oportunidades que engloba grandes emissores de televisão (Globo Rural, Esporte Espetacular, Fantástico, Tv Vanguarda), revistas consagradas (Go Outside, National Geograich), convites internacional (BBC/AirVuz), prêmios e destaque em páginas de marcas que utilizo como a DJI e Gopro. Recebi também vários convites de projetos de renomes no audiovisual, que me auxiliaram bastante nesta fase de aprendizado infinita que o audiovisual proporciona.

Costumo dizer que a inspiração vem com o acúmulo de informações que adquirimos ao longo dos anos e esse acúmulo pode vir de diversas fontes: livros, viajens, filmes etc. Você poderia nos falar sobre quem são os fotógrafos e/ou videomakers que o inspiram?

Uma vez em meus estudos pela web assisti um vídeo de um grande diretor de cinema que não me recordo o nome que me fez refletir e que desejo compartilhar:


“Você deve exigir o melhor de si. Você deve começar a procurar por imagens que ninguém mais pode fazer. Você deve aproveitar as ferramentas que tem de maneira cada vez mais profunda. Eternize momentos únicos e se expressa de uma maneira própria. ”


Com isso busco estudar um pouco de tudo, sem me prender a um estilo e isso me inspira.

O mercado de drones vem crescendo vertiginosamente no Brasil desde 2012. Muitos deles apareceram no mercado com promessas de melhoria na qualidade de imagem, autonomia etc. Enfim, são vários e a escolha as vezes é difícil. Você poderia nos falar sobre quais são seus equipamentos e configurações utilizadas?

As minhas escolhas têm o foco em minha logística e com isso consigo escolher o equipamento indicado pelas experiências que já passei mas, sempre tento carregar comigo um backup seja ele um segundo cabo, ferramentas e principalmente um segundo roteiro.

Como você vê o futuro da tecnologia de drones?

O Drone para mim, é a principal evolução tecnológica, pois ele pode saltar, escalar, voar rente ao chão, quase na grama, mergulhar em precipícios, atravessar nuvens… pode fazer o que um cinegrafista faz e ir “alem” isso para mim é a pura evolução, a novas tecnologias irão colaborar mas, vejo que olhar do cinegrafista será o diferencial.

Você teria algumas dicas ou conselhos para aspirantes a fotógrafos/videomakers aéreos?

Um conselho ou até mesmo uma sugestão aos Aspirantes, tenha sua identidade, independente do que alguns podem falar, crie uma marca, mostre em tuas fotos, vídeos que você é único, seja uma referencia e siga em frente com teu direcionamento. Muitos fazem o mesmo, seja ousado e faça diferente.

Samuel, muito obrigado pelo seu tempo! Há mais alguma coisa que você gostaria de adicionar ou compartilhar?

Gosto muito do vídeo produzido por um amigo Gabriel Tarso sobre o que faço e penso nesta área que tanto Amo:

Entrevista com Samuel Oscar, o Drone da Montanha

Também gosto muito do Demo Reel 2016, e de um sonho que conquistei no Dedo de Deus e claro de um dos filmes que tenho muito orgulho de produzir decorrente da comunidade indígena do Monte Roraima:

Acompanhe o Drone da Montanha

 


Veja também as entrevistas com:

Ulysses Padilha –  Fotógrafo de Drones

Rodolfo Miró – Designer, editor e produtor de vídeos

Marcelo Palhares – Especializado em manutenção de drones


Se você gostou da entrevista poderia, por favor, fazer um grande favor e compartilhá-la em sua mídia social?


Este blog é um hobby feito com muita dedicação e seu apoio realmente ajudará a mantê-lo no ar.

Forte abraço!

Gustavo Stachlewski Torres

Você tem uma  pergunta ou comentário? Por favor, sinta-se à vontade para entrar em contato diretamente pelo e-mail contato@droneinart.com ou simplesmente deixe um comentário abaixo.