Enfim a regulamentação! Veja como as regras da ANAC imapactam nossos voos.

Tempo de leitura: 2 minutos

Finalmente a regulamentação para o uso de drones no Brasil saiu!! E com ela certamente virão novas oportunidades de negócios e um crescimento ordenado e seguro do mercado. Parabéns a ANAC, demorou mais saiu!

Mas como esta regulamentação nos impacta? 

A seguir você verá um resumo doque ficou definido e como deveremos proceder para “voarmos na linha” e não termos problemas com as autorinades.

A ANAC classifica os drones da seguinte forma: 

Aeromodelos

Veículos utilizados para recreação e não exigem idade mínima para operar

Aeronave Remotamente pilotada (siga em ingles RPA)

Drones para fins comerciais, corporativos ou experimentais. Neste caso o operador precisa ser maior de idade (= ou +18 anos). Nosso caso.

 

A altura mínima para o voo de drones próximo a pessoas é de 30 metros horizontais. Existindo uma barreira de proteção entre eles o usuário poderá aproximar a aeronave a uma distância menor do que o indicado.

 

Enfim a regulamentação! Veja como as regras da ANAC imapactam nossos voos.

Em dezembro de 2015, após uma consulta popular, saiu uma prévia da regulamentação que classificava os Drones em classes de acordo com o peso máximo de decolagem. Essa classificação permaneceu e agora foi regulamentada. Veja o quado abaixo:

Enfim a regulamentação! Veja como as regras da ANAC imapactam nossos voos.

 

O bom senso também prevalece e é importante respeitar alguns ítens básicos de utilização segura dos drones, como:

Não perder o Drone de vista;
Evitar voar caso tenha alguma aeronave nas proximidades e não voar amenos de 5 km de distância de aeroportos;
Não voar sobre multidões ou estádios;
Não voar próximo de pessoas ou animais (respeitar a distãncia de 30m horizontais);
Não voar sobre estradas, pontes, hospitais, escolas, presídios, usinas etc;
Não voar próximo de redes elétricas;
Não voar em zonas de exclusão aérea como: aeroportos, regiões urbanas, parques nacionais e áreas com limitações impostas pelo governo;
Seguir leis e regulamentos locais, tais como: leis de privacidade, silêncio etc;

O quadro abaixo mostra, resumidamente, os requisitos necessários para se operar um drone no espaço aéreo brasileiro segundo a regumanetação da ANAC estabelecida no dia 02 de maio de 2017.

 

Enfim a regulamentação! Veja como as regras da ANAC imapactam nossos voos.

Para informações mais detalhadas você pode acessar o site da ANAC e o artigo com orientações ao usuário.

A Drone in Art esta acompanhando a evolução e as atualizações da regulamentação da ANAC e estamos ao seu dispor para qualquer questionamento.

 

 


Se esta dica foi útil para você, poderia, por favor, deixar um comentário e/ou compartilhar nas mídias sociais? Além disso se você tiver qualquer dica sobre fotografia e vídeo com drones e queira dividir com os leitores da Drone in Art, envie um email  com sua proposta para  contato@droneinart.com. Seu artigo poderá ser publicado e visto por muitas pessoas.


Este blog é um hobby feito com muita dedicação e seu apoio realmente ajudará a mantê-lo no ar.

Forte abraço!

Gustavo Stachlewski Torres

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *