Como inspirar-se e manter-se inspirado para realizar fotografias maravilhosas com seu drone

Tempo de leitura: 3 minutos

Há momentos em que precisamos de inspiração e ela simplesmente não aparece. Ficamos com a câmera na mão ou com o Drone no ar e em nossa cabeça não surgem ideias novas.


A inspiração nos ajuda a produzir o que precisamos, seja na criação de uma cena fotográfica ou na pintura de um quadro.


Mas o que fazer para nos mantermos inspirados?
Do meu ponto de vista, a inspiração é diretamente proporcional ao quanto de informação pregressa temos armazenada em nossa memória. E o que isso significa?

Significa que quanto mais lermos, visualizarmos e estudarmos as imagens e técnicas de grandes fotógrafos, mais fácil será para que ela apareça.  Estar imerso em muitas e variadas ideias, ajuda a fazer novas ligações e a estimular a inspiração.

Muitas vezes ideias novas vem de ligações de coisas que já existem. Devemos estar sempre atentos e estudar a cena, mesmo que ela já tenha sido fotografada diversas vezes.
Neste post procurei reunir grandes nomes da fotografia aérea que utilizam desde o helicóptero a fotografia de satélite para o registro de suas imagens.
Estude-os cuidadosamente, perceba como eles fotografam e como utilizam as técnicas fotográficas na construção de belas e consagradas imagens.


Quanto mais aprimoramos nosso olhar, mas hábeis ficaremos para reconhecer e compor uma bela cena.


Mestres do ar

Bernhard Edmaier

Bernhard inicialmente estudou geologia e essa proximidade com a ciência o incentivou a retratar a superfície do nosso planeta e a força da natureza. Suas fotografias são aparentemente abstratas, mas revelam a sutileza dos vários ambientes geológicos da terra.

Como inspirar-se e manter-se inspirado para realizar fotografias maravilhosas com seu drone
DeathValley nos EUA. Fotografia de Bernhard Edmaier.

Yann Arthus Bertrand

Yann é um ambientalista nato. Aos 30 anos de idade, junto com a esposa, viajou para o Quenia para estudar o comportamento de uma família de leões na reserva Masai Mara. Esse estudo durou 3 anos e entre uma observações de leões e outra acabou tornando-se piloto de balão e apaixonando-se pela fotografia aérea.

Como inspirar-se e manter-se inspirado para realizar fotografias maravilhosas com seu drone
Oil river e delta no deserto da Tunisia. Fotografia de Yann Arthus

Clique AQUI e baixe gratuitamente o seu eBook, Drone e Fotografia de Paisagem, e tenha acesso a dicas preciosas.


Jason Hawkes

O Inglês Jason é especialista em fotografia aérea e realiza trabalhos no mundo todo. Fotografa a partir de helicópteros.

Como inspirar-se e manter-se inspirado para realizar fotografias maravilhosas com seu drone
Turbinas Eólicas. Fotografia de Jason Hawkes

Benjamin Grant 

Benjamin é americano de Nova York e reúne uma coleção de imagens aéreas registradas por satélites. Seu novo livro OVERVIEW traz uma seleção de imagens de satélites prestigiando as formas e geometrias na superfície terrestre, tanto de origem natural quanto humana.

Como inspirar-se e manter-se inspirado para realizar fotografias maravilhosas com seu drone
Containers em Newark Container Terminal. Fotografia de Benjamin Grant

Navid Baraty

Insatisfeito com sua vida de engenheiro apostou tudo na fotografia e deu certo! O trabalho de Navid evoca histórias humanas de forma crua e poética. Em seu trabalho intitulado Intersection, ele capta imagens de ruas e cruzamentos de Nova York com a câmera a 90º. Imagens incríveis.

Como inspirar-se e manter-se inspirado para realizar fotografias maravilhosas com seu drone
Série Intersection da cidade de Nova York. Fotógrafo Navid Baraty.

 


Se esta dica foi útil para você, poderia, por favor, deixar um comentário e/ou compartilhar nas mídias sociais? Além disso se você tiver qualquer dica sobre fotografia e vídeo com drones e queira dividir com os leitores da Drone in Art, envie um email  com sua proposta para  contato@droneinart.com. Seu artigo poderá ser publicado e visto por muitas pessoas.


Este blog é um hobby feito com muita dedicação e seu apoio realmente ajudará a mantê-lo no ar.

Forte abraço!

Gustavo Stachlewski Torres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *