Como fazer fotografias de Alto Alcance Dinâmico (HDR) com seu drone

Tempo de leitura: 5 minutos

As fotografias de Alto Alcance Dinâmico (o chamado HDR, Hight Dinamic Range) são compostas por uma série de imagens com diferentes configurações de exposição (pode variar de 3 a 5 pontos stop).  Basicamente o HDR permite que você fotografe cenas onde as áreas de sombras e áreas saturadas de luz são contempladas, do ponto de vista da fotometria, com a variação da exposição.  Seu olho pode ver estas cenas muito bem, mas sua câmera não. O HDR tem potencial para resolver este problema e dar a você resultados mais próximos a do olho humano.

Geralmente, nas câmeras embarcadas nos drones mais populares a gama dinâmica é inferior a de uma câmera DSLR profissional. Isto é especialmente verdadeiro para a série Phantom e a câmera X3 do Inspire 1. Já a câmera X5 tem um alcance dinâmico muito maior, mas ainda assim pode se beneficiar muito da técnica HDR. Para extrair a quantidade máxima de detalhes do fotografia aconselho sempre fotografar no formato RAW e usar programas de edição específicos para este fim.

Fotografando em HDR

Abaixo listei os passo que sigo para fazer um bom registro com Alto Alcance Dinâmico HDR

  1. Verifique as condições metrológicas do local (baixe o eBook Drone e Fotografia de Paisagem e leia o capítulo sobre aplicativos). Esse é, sem dúvida, o ponto mais importante a ser observado, se tiver ventando, fique em casa. Como você terá que juntar as imagens, as mesmas não poderão ter 1mm de deslocamento entre elas, muitas vezes é imperceptível, mas se você trabalhar com fotografia Fine Art, ficará visível. Portanto, nada de vento!
  2. A linha Phantom (exceto o Phantom – 4 Pro e Inspire Pro) e drones que trabalham com a GoPro tem a abertura fixa, f2.8 para ambos. Drones, mas potentes que carregam DSLRS ou o Inspire 1 e 2 com a X5 podem variar  o diafragma. Se este for seu caso, certifique-se que esta configurado para trabalhar no modo manual, pois a abertura deverá ser a mesma para todas as fotografias.
  3. Defina sua câmera para o modo bracketing de auto exposição (AEB – Auto Exposure Bracketing)

No aplicativo da DJI você acessa o modo bracketing da seguinte maneira:

Clique no Menu  > Photo > AEB (Auto Exposure Bracketing) > escolha entre 3 ou 5 fotos

função HDR. Como fazer fotografias de Alto Alcance Dinâmico (HDR) com seu drone
Figura 1. Tela do aplicativo DJI GO
  1. Levante vôo, defina o melhor enquadramento para seu tema e fotografe;
  2. Veja suas imagens no visor. Verifique a exposição mais clara e a mais escura. Na mais clara veja se a exposição esta com um nível de detalhe aceitável para as áreas mais escuras da foto e vice versa;
  3. Caso você perceba que todas as fotografias estão escuras demais, mude a exposição central (base) permitindo que entre mais luz no sensor, se ao contrário, estiverem muito claras, diminua a velocidade de abertura que menos luz entrará;
  4. Caso você julgar que suas exposições não reproduzem adequadamente todas as variações de luz da cena, varie a exposição base até encontrar a ideal;

Esta metodologia é a que sempre utilizo quando fotografo para HDR e pode acreditar, já gastei uma bateria inteira até encontrar a melhor exposição para uma mesma cena. Veja a seqüência abaixo de uma fotografia que fiz da lagoa de Jacarepaguá no Rio de Janeiro. Fiz um merge de 5 fotografias com diferentes exposições (a sequencia inicia da mais exposta para a menos exposta e a fotografia central é a base).

Como fazer fotografias de Alto Alcance Dinâmico (HDR) com seu drone

HDRComo fazer fotografias de Alto Alcance Dinâmico (HDR) com seu drone

Mesclando as imagens em um software específico (no caso o Lightroom) o resultado é observado abaixo. Perceba que não perdi informações na áreas de sombra e de altas luzes. Ressalto que depois do merge não apliquei nenhuma correção.

Como fazer fotografias de Alto Alcance Dinâmico (HDR) com seu drone

Nota: se você fotografar objetos em movimento provavelmente sua fotografia sairá borrada, pois são de 3 a 5 fotos em momentos de tempo distintos (muito rápidos, mas o suficiente pra borrar). O HDR é mais adequado para assuntos fixos ou que se movam lentamente, como paisagens ou arquitetura. Outro ponto importante é a escolha do cartão de memória. O mesmo deverá ter velocidade de gravação suficiente para evitar lentidão e retardar o disparo.

Quando for fotografar em HDR tenha sempre em mente o seguinte:

  • Garanta que você escolheu o dia ideal para fotografar com o drone, ou seja, sem vento.

Todas as suas fotos precisam estar perfeitamente alinhadas para que o software as mescle e o HDR funcione.

  • Qual é a sua cena.

Se você for fotografar um rio, por exemplo, a água corrente pode ou não ser um problema, depende muito do estilo que você quiser dar para a sua fotografia.

  • Quando fotografar em HDR?

Como explicado, o HDR abrange as áreas de sombras e de altas luzes, portanto a cena ideal para utilizar a técnica é quando essa variação (do mais escuro para o mais claro) for expresiva. Geralmente isto ocorre em horários onde o sol esta com ângulo baixo em relação linha do horizonte (baixe o eBook Drone e Fotografia de Paisagem e leia o capítulo sobre aplicativos). 

Agora mão na massa e bons voos!

PS. não esqueça de enviar suas fotografias para  contato@droneinart.com com o título Foto Clínica. Iremos, juntos, discutir seus resultados. 


Se você gostou do post poderia, por favor, fazer um grande favor e compartilhá-lo em sua mídia social?


Este blog é um hobby feito com muita dedicação e seu apoio realmente ajudará a mantê-lo no ar.

Forte abraço!

Gustavo Stachlewski Torres

Você tem uma  pergunta ou comentário? Por favor, sinta-se à vontade para entrar em contato diretamente pelo e-mail gustavostorres@droneinart.com ou simplesmente deixe um comentário abaixo.

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *