Bastidores da Foto – Caverna Terra Ronca II

Tempo de leitura: 3 minutos

Bastidores da Foto - Caverna Terra Ronca II

Localização: O Parque Estadual da Terra Ronca (PETER) está localizado nos municípios de São Domingos e Guarani de Goiás, região nordeste do Estado de Goiás, região centro-oeste do Brasil. Possui uma área de, aproximadamente, 57.000 hectares. 

Como Chegar: Para chegar até a Caverna Terra Ronca II a partir de São Domingos (GO) deve-se ir até a Vila de São João, distante aproximadamente 45Km de São Domingos via estrada de terra precária e, a partir de lá andar mais 12 Km pela mesma estrada até chegar ao PETER. 

De carro –  A partir de Goiania deve-se pegar a BR060 até Brasília e depois a BR020 até o PETER (são aproximadamente 600 Km, 8h de viajem). Para quem vem de Brasília viajará 400 km pela BR020 até o parque (aproximadamente 6h de viagem). 

De Avião– O mais fácil e rápido é pegar um voo até Brasília e de lá ir até São Domingos.

De ônibus – A empresa Maia e Estrela fazem a linha Goiânia x São Domingos. 

Época do ano: outono

Equipamento utilizado: Phantom 4 

Chegar até esse ponto para fazer este registro não foi fácil. No primeiro dia de visita às cavernas fui com a intensão de fotografar o “Buraco das Araras” que fica na Caverna Terra Ronca II. Pois bem, fomos eu , minha esposa, meus dois filhos (um de 2 anos e outro de 7 meses) e minha mãe.  

A mochila com o o drone ficou sob responsabilidade da minha esposa e eu carregava os meninos (veja foto abaixo). Iniciamos a caminhada atravessando a Caverna Terra Ronca I, relativamente fácil, e depois acessaríamos a Terra Ronca II. Porém, não contavámos com a dificuldade da trilha, especialmente com crianças.

Bastidores da Foto - Caverna Terra Ronca II

Bastidores da Foto - Caverna Terra Ronca II

Foram horas de caminhada subindo e descendo entre pedregulhos e trilhas de mata fechada, além de frequentemente atravessarmos e andarmos pelo rio.

Bastidores da Foto - Caverna Terra Ronca II

Andamos pro cerca de 1h até a entrada da Caverna Terra Ronca II onde decidimos parar pois já tínhamos abusado muito da sorte. A partir dali o caminho seria ainda mais difícil e não queríamos mais expor nossos filhos a tanto risco (fotografia abaixo).

Bastidores da Foto - Caverna Terra Ronca II

Entrada da Caverna Terra Ronca II 

No dia seguinte voltei, sem minha família, entrei na Terra Ronca II, fui até o “Buraco das Araras” e fiz o registro.

Bastidores da Foto -  Caverna Terra Ronca II

Configurei o drone para voar em ambientes fechados (veja o artigo sobre como voar com seu drone em ambientes fechados clicando aqui) e fiz uma série de registros, variando a altura, ângulos e fotometria. Setei o disparo da câmera par ao modo ABL de 3 disparos a fim de não perder o registro por conta da falta de foco e/ou por algum equívoco na leitura da luz. 

O drone estava muito instável dificultando o acerto do foco e exigindo o uso de ISO elevado, pois com valores baixos eu teria que trabalhar com velocidades de disparo baixas e certamente a fotografia sairia borrada. Acabei fotografando com ISO 800 e velocidade de f/40, no limite! 

Na edição (Lightroom) trabalhei como arquivo RAW ajustando as altas e baixas luzes, brilho e conversão para petro e branco.

 


Se você gostou do post poderia, por favor, fazer um grande favor e compartilhá-lo em sua mídia social? Ou se preferir deixe um comentário!


Este blog é um hobby feito com muita dedicação e seu apoio realmente ajudará a mantê-lo no ar.

Forte abraço!

Gustavo Stachlewski Torres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *