11 dicas sobre como voar com seu drone em uma caverna

Tempo de leitura: 4 minutos

Terra Ronca é o nome da caverna e do parque estadual localizado nos municípios de São Domingos e Guarani de Goiás, região nordeste do Estado de Goiás, centro-oeste do Brasil. O parque abriga o maior complexo de cavernas da América do Sul e é repleto de belezas naturais.

11 dicas sobre como voar com seu drone em uma caverna
A Drone in Art esteve por lá e colocou o drone para voar no interior de algumas dessas cavernas, especialmente as cavernas Terra Ronca I e Terra Ronca II. Para chegar ao local precisa-se de disposição e de guia, impossível visita-las e atravessa-las sem eles.
Depois de conversar com o guia sobre a melhor caverna para voar escolhi a Terra Ronca I e II. São cavernas gigantescas, com um boa entrada de luz e com poucos obstáculos. 

11 dicas sobre como voar com seu drone em uma caverna

11 dicas sobre como voar com seu drone em uma caverna

Mas, apesar da grandiosidade das locações, voar em locais fechados exige alguns cuidados e muita concentração. Em cavernas com estalactites, estalagmites e outras riquezas que levaram milhões de anos para se formarem não podem haver erros.

confiança e conhecimento no equipamento são fundamentais para realizar um trabalho seguro com drones em ambientes fechados.

Sempre antes de decolar estudo o local e configuro o drone de acordo com o plano de voo planejado. Assim, diminuo o rsico de acidentes e mantenho minha confiança em alta

11 dicas sobre como voar com seu drone em uma caverna

A seguir deixo 11 dicas para realizar os voos no interior de cavernas ou de qualquer outro ambiente fechado com segurança.

1 – Nunca utilize hélices de carbono. Elas podem causar danos muito maiores do que hélices de plástico no caso de colisão com algum objeto ou pessoa.

2 – Utilize protetores de hélice sempre que possível.

3 – Se estiver voando com o Phantom (meu caso) acesse no aplicativo DJI GO a aba Main Controller SettingsAdvanced Settings e vá até Remote Controller Signal Lost e mude de Return to Home para Hove.
Isso porque em ambientes fechados você facilmente perderá o sinal e o Return to Home poderá causar acidentes.

11 dicas sobre como voar com seu drone em uma caverna

4Não utilize o modo “P” se seu drone não estiver conectado com 10 ou mais satélites. No caso do Phantom 3 e 4 que possuem sensores de altitude (VPS) eles serão acionados e, caso a superfície seja irregular, a altitude sofrerá variação ou ficará limitada. Em ambientes muito escuros, no caso da caverna, estes sensores não funcionarão.

5Utilize o modo “A” se seu drone não estiver conectado com 10 ou mais satélites ou se a conexão com os 10 satélites não estiver estável. Isso evitará acidentes caso o drone reconecte os satélites e tente corrigir a posição.

11 dicas sobre como voar com seu drone em uma caverna

6 – Tenha em mente que o vídeo que você vê na tela do seu smarphone ou tablet é uma visão grande angular, ou seja, os objetos estão mais próximos do que parecem.

7 – Sempre mantenha uma distância de, no mínimo, meio metro do teto do ambiente em que estiver voando.

8 – Para não perder a orientação do drone, quando rotacionado, aconselho voar no modo Course Lock mesmo que você seja um piloto experiente.

9 – Tenha bom senso! Evite voar próximo de animais, pessoas ou a acelerar seu drone em ambientes fechados.

10 -Configure sua câmera para ambientes com pouca luz. Isso significa aumentar o ISO ou fotografar com velocidades baixas.

11 dicas sobre como voar com seu drone em uma caverna
Caverna Terra Ronca II, Buraco das Araras, São Domingos – GO

11 – Se sua locação for em um ambiente de difícil acesso aconselho acomodar seu equipamento em malas ou mochilas de transporte adequadas. Eu utilizo a mochila Manfroto D1 que até agora tem atendido muito bem.

 


Se esta dica foi útil para você, poderia, por favor, deixar um comentário e/ou compartilhar nas mídias sociais? Além disso se você tiver qualquer dica sobre fotografia e vídeo com drones e queira dividir com os leitores da Drone in Art, envie um email  com sua proposta para  contato@droneinart.com. Seu artigo poderá ser publicado e visto por muitas pessoas.


Este blog é um hobby feito com muita dedicação e seu apoio realmente ajudará a mantê-lo no ar.

Forte abraço!

Gustavo Stachlewski Torres

4 Comentários


  1. Acho que você pode me orientar?
    Esse ultimo final de semana fiz um voo indoor (dentro de uma igreja), mas senti muita dificuldade em manter o drone estabilizado. Parado no ar.
    Meu Drone é o Phantom 3 Adv. Liguei o VPS e voei com a chave no “P” (não sabia se com o VPS ligado deveria voar com o “P” ou “S” ou “A”… mas só voei em “P”,
    Não havia ninguem dentro da igreja. Ninguem mesmo!
    Mas o drone insistia em “deslizar” pra um dos lados quando eu soltava os sticks.
    Qual é a sugestão para esse tipo de voo? Em qual posição devo deixar a chave no radio?

    Responder

    1. Ola Rogério!
      Sempre que voar indoor utilize o modo “A”. Isso que aconteceu contigo já aconteceu comigo justamente porque mantive o drone no modo “P”. Sem o sinal de GPS o drone utiliza os sensores para navegar, sobretudo para manter a altitude. No caso do Phantom 3 o sensor tem um alcance de 5m e sempre que encontrar um obstáculo ou reconectar o sinal de GPS ele tenderá a se reposicionar. Faça um teste no modo “A”, você verá a diferença.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *